quarta-feira, 13 de outubro de 2010

O festival inesquecível!

Infelizmente pude ir apenas em um dia no SWU, um dos maiores festivais de música realizado nos últimos tempos no Brasil.
O local escolhido foi uma fazenda em Itu, cidade no interior de São Paulo onde tudo é maior que o normal, e o festival não poderia fazer feio.
Um grande espaço, uma grande ideia e ótimas músicas! 
Mas eu não posso falar de todos os dias, já que fui apenas no sábado.
Aí vão as minhas considerações sobre algumas bandas:
Brothers Of Brazil: adorei. Com humor e musicalidade, Supla e João Suplicy arrasaram e chamaram a atenção da galera que estava dispersa pelo imenso espaço da fazenda. Eles abriram os shows no sábado!
Infectious Groove: eu adorei! Achei bastante animado e o vocalista não parava, era tanta energia que até dançou no palco! Interagiu com o público, demais!
Mutantes: Eu tinha muita vontade de assistir e gostei. Mas não atendeu todas as expectativas, até pq eles entraram depois de Infectious Groove, banda bem animada! Valeu a pena...
Los Hermanos no palco!
O mais legal quando estávamos indo para o palco AR, eram dois palcos, um do lado do outo, assistir Los Hermanos,  foram os comentários: "Pouts, será que vai rolar vaia?", "O publico não é o mesmo...". Eu estava ansiosa, pq gosto muito de Los Hermanos.
Quando começou o show, todo mundo cantando, pulando e até chorando. Me arrepiei o show inteiro. O grupo estava descontraído, leve em cima do palco, parecia que estava na garagem de casa tocando. Notei que em minha volta, a maioria dos que cantavam todas as músicas era homem, inclusive havia um chorando bem atrás da gente! 
Galera compareceu em peso!!!
E aí veio o que eu esperava ansiosamente: Rage Against The Machine. MEU DEUS! A hora que eles entraram no palco a galera pirou. Mas logo na segunda musica começou a muvuca e eu comecei a ser espremida. Nos restou, eu e meu namorado, procurar um jeito de sair da pista comum. Pulamos a grade e ficamos na premium. Vimos o show sossegados, com espaço e muita animação! Simplesmente inesquecível.
Rage Against The Machine
Um dos melhores shows da minha vida. Sério!


Grande arte de lixo!
O tema do SWU, Sustentabilidade, que tinha tudo para ser positivo, virou piada entre os participantes do evento.
Veja o porquê: 
1 ingresso meia entrada p/ 1 dia: R$ 95,00
Excursão: R$ 260,00
1 cachorro quente com 1 salsicha = R$ 8,00
1 cachorro-quente com 2 salsichas = 8,00
1 lata de cerveja = R$ 6,00
1 refri = R$ 5,00
1 água 300 ml = R$ 4,00
e outros...
Então o tema virou "sustentabilidade dos organizadores". Mas ninguém podia fazer nada mesmo...já estava lá e o negócio era aproveitar o que o festival tinha de melhor para oferecer: os shows!


Ah! lembra do último post que falei sobre Big Brother, A Fazenda e etc...? Então, acredita que no festival encontrei o Max Porto?? Super gente fina e, é claro,parei para uma foto!!! :)
Eu e o Max Porto no SWU!


Mas espero que ano que vem tenha mais e um pouco mais 'acessível'. Quero todos os dias!


beijos Paulinha!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Somos quem podemos ser...Quem é você?



Eu adoro assistir reality show. É Big Brother, A Fazenda, Hipertensão e etc...
Me envolvo, choro, dou risada, xingo e mais um monte de blá blá blá!
Aí vem uma galera criticar: "Não acredito que você assiste BBB?". Assisto e daí?
Isso não quer dizer que eu deixe de gostar de jornais, revistas, programas culturais, jornalísticos, livros, política...
Quem não gosta de saber da vida alheia? TODO MUNDO. Até quem nega. Todos A maioria dos brasileiros adora uma 'fofoquinha'. O melhor desses programas é analisar o comportamento humano, mesmo que de alguma maneira tenha manipulação, é interessante ver as contradições e até onde o stress pode levar...
Mas é melhor negar e se dizer intelectual,né? . Ah tá!?
É assim também com gostos musicais.
"Você gosta disso???? Bléééé...que letra hein?".
Eu já passei pela fase de que só gostava de um estilo de música e não aceitava os outros. Era rebelde e achava o máximo. Andar de calça big, pintar os cabelos, colocar piercing, fumar escondido dos pais, dormir de madrugada e ficar assistindo MTV era o que rolava na minha 'aborrecência'. 
Mas aí você vai crescendo amadurecendo e vê que na verdade, tudo aquilo não interessa de nada!
Não interessa se eu gosto de rock e você sertanejo. Não interessa se eu gosto de gibi e você literatura estrangeira. Na verdade, o que interessa mesmo é se você assume quem você é e respeita as  diferenças. 
Diferente do que muita gente pensa, discutir assuntos é a coisa mais saudável que tem. São nessas discussões que você aprende, entende, aceita, defende seus pensamentos. Ainda mais se as opiniões são contrárias. 
Na verdade não tenho que provar nada prá ninguém, a não ser prá mim e pro meu chefe! rs Meus pais me conhecem mesmo se eu tentar 'enganá-los'.
Gosto de ser verdadeira comigo. Gosto de sentir que não tenho medo, nem vergonha de nada do que penso, faço...e se tiver vergonha, assumo! 
Então, meu caro, se eu assisto reality show, se tenho tatuagem, ouço rock pesado e não ligo a mínima se você tem um Mercedes ou fusca, respeite.
A liberdade é a coisa mais bonita e importante em nossas vidas. Mas não esqueça: sua liberdade acaba onde começa a do próximo.
E sabe o que mais irrita numa pessoa? É viver de aparência, num mundo onde não é o real, onde você não se sente a vontade prá ser você! 
Seja livre, deixe que as pessoas gostem de graça do seu jeitinho! 


Um beijo
Paulinha!
;)